São Paulo ultrapassa MS na aplicação de vacina, mas Saúde promete virar o jogo

CAMPOGRANDENEWS


Foto Divulgação

Na maior parte do ano, desde que a vacinação contra a covid-19 começou em todo o Brasil, o Mato Grosso do Sul tem se destacado na eficiência em aplicar os imunizantes. Entretanto, nesta semana, São Paulo ultrapassou o Estado, no ranking nacional de estados que mais imunizam.

Desde meados de maio, pelo menos, o Estado ocupava a primeira posição. De acordo com atualização mais recente, de ambas as secretarias estaduais de Saúde, cerca de 58,4% dos paulistas e dos sul-mato-grossenses receberam duas doses, ou vacina única.

Contudo, com uma quase imperceptível nesse índice, o estado paulista já aplicou ao menos um imunizante em 81,8% dos habitantes, enquanto Mato Grosso do Sul, em 75,9%, desempatando na lista.

Questionado nesta manhã (5) pelo Campo Grande News, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que mesmo sendo uma disputa saudável, ele pretende retomar o melhor desempenho do País. 'Eu gostaria de não perder. Ontem, por pouquinho, São Paulo nos ultrapassou'.

Em reunião com a Assomassul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), ele afirma que serão criados mecanismos para 'recuperar essa posição'. 'É como se estivéssemos num campeonato de futebol, só que lá, tem uma taça bonita, recursos financeiros. Aqui, nosso campeonato é para salvar vida'.

'Passamos 37 rodadas em primeiro lugar, e na 38ª rodada, a gente foi ultrapassado pelo time que vinha na segunda posição. Não me conformo com isso. Por isso, estou pedindo para prefeitos e prefeitas, pedindo para buscar energia, buscar estratégias, buscar elementos, aonde a gente possa encontrar, para que a gente faça essa disputa saudável.'

Entre algumas das medidas que a SES (Secretaria Estadual de Saúde) tem feito, é pagar uma bonificação para municípios que cumprirem meta vacinal. Além disso, a pasta tem defindo a aplicação de doses adicionais, para idosos, concomitante à imunização de adolescentes.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE