IVINHEMA: Maior parte das internações de maio à agosto no HMI foram referentes a infecção por coronavírus e partos cesarianos

ACONTECEU MS


Foto Divulgação

Na última quinta-feira, dia 30 de setembro de 2021, foi realizada uma Audiência Pública, sobre a prestação de contas do Fundo Municipal de Saúde, referente ao 2º quadrimestre de 2021. A audiência começou às 14:30h e foi realizada no plenário da Câmara Municipal de Ivinhema.

Na divulgação do Sistema de Informações Hospitalares, sobre o segundo quadrimestre, que compreende dos meses de maio até agosto, foi informado que houve 529 internações, sendo 358 para procedimentos clínicos (68%) e 171 para procedimentos cirúrgicos (32%).

As internações ocorridas no quadrimestre que mais predominaram foram:

•          27.5% tratamento de infecção pelo coronavírus;

•          15.3% foram partos cesarianos;

•          8% foram tratamentos de pneumonia ou influenza

•     5% tratamento de traumatismos de localização especificada/não especificada;

•          4% tratamento de doenças do aparelho urinário;

•          3.2% partos normais

•          3% tratamento de estafilococcias;

•          2.6% histerectomia;

•          2.4% colecistectomia e curetagem pós - aborto.

•          Outros 29% foram outras internações.

 

Em se tratando de Exames Laboratoriais realizados, foram um total de 17.841. Participaram da audiência, Zeine Mustafá - Secretária de Saúde, Edmilson R. Caccia - Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Dirce Minga - Diretora do HMI (Hospital Municipal de Ivinhema.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE