Do bacalhau aos enfeites: Natal vai pesar mais no bolso do brasileiro

Alta do dólar e do preço dos plásticos influi em produtos típicos para ceia, decoração e presentes natalinos

THIAGO PRUDENTE, DO JORNAL DA BAND


Foto Divulgação

Nos supermercados, panetone, bacalhau e frutas secas começam já começam a dar as caras, mas os preços assustam os consumidores.
A inflação de quase 10% vai fazer a ceia de Natal ficar mais salgada esse ano. Grande parte dos produtos típicos dessa época são importados e sofrem com a alta do dólar.

“Bacalhau, por exemplo, vai sofrer bastante com esse novo impacto do câmbio, além do clima”, explicou o economista Matheus Peçanha, da FGV.
As decorações natalinas estão ganhando cada vez mais espaço nas lojas. E quem precisa colocar a mão no bolso já começou a se preparar para garantir o presente de Papai Noel para a garotada.
A alta de 40% no preço do plástico atingiu brinquedos e itens de decoração. Um casal do Mato Grosso aproveitou viagem para São Paulo para tentar achar presentes mais baratos.
“Andei pechinchando, porque a gente tem que pechinchar, né? E encontramos, olha que boneca linda”, disse a consumidora.
Mas esse natal é ainda mais especial. Com a maioria das pessoas já vacinadas, a data vai ser marcada pelos reencontros e comemoração de muitas famílias.
Veja também



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE