Governo de MS estuda antecipar salário dos servidores em dezembro: 'é possível fazer'

MIDIAMAX


Foto Divulgação

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou, na manhã desta quarta-feira (1º), que estuda antecipar o salário de dezembro — com pagamento em janeiro — para os servidores estaduais de Mato Grosso do Sul.

Conforme Reinaldo, a Sefaz (Secretaria de Fazenda de MS) já realizou estudos sobre a possibilidade. "É possível fazer", avaliou.

Porém, a prioridade do governo é realizar o pagamento da 2ª parcela do 13º até o dia 10 de dezembro — a 1ª parcela foi antecipada para julho. "Então, teremos condições [de saber] se será validado no fim de dezembro ou no 1º dia útil de janeiro", disse, completando que a definição "depende da organização da Sefaz".

Em dezembro, o salário dos servidores ficou liberado para saque a partir deste dia 1º. Porém, o primeiro dia do ano é feriado e, portanto, o depósito dos vencimentos do funcionalismo estadual ficariam para o dia 2 para saque no dia 3 por parte dos servidores.

Por isso, a antecipação iria garantir que o quadro de pessoal entre ativos, pensionistas e aposentados do Estado possa começar o mês com os salários pagos.

A folha mensal de pagamentos de MS soma cerca de R$ 441 milhões aos 81 mil servidores. Já a 2ª parcela do 13º, que será pago no dia 10, terá injeção de R$ 169 milhões para a folha de remunerações de Mato Grosso do Sul.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE