Ivinhema - Funcionários da Educação da Rede Municipal de Ensino se reuniram com secretario da Educação, Sindicato e vereadores.

IVIAGORA


Foto Divulgação

Em reunião realizada ontem dia 30 por iniciativa de parte dos Funcionários da Educação da Rede Municipal de Ensino onde convidou os Sindicatos presentes no qual já mantinham diálogos sobre o rateio do Fundeb, houve primeiramente uma conversa com o Secretário de Educação Estefan Martins Lopes, foi exposto o que saiu na Lei 14.276, de 27/12/2021 (autoriza o abono), foi colocado toda a situação do funcionalismo e que nós gostaríamos de ter o Rateio do FUNDEB por que agora de acordo com a Lei existe essa possibilidade, o mesmo explicou que ainda aguarda o parecer do Tribunal de Contas Estado do Mato Grosso do Sul e parecer do Legislativo do Prefeito. Debatemos que alguns municípios já estão com a Lei aprovada, por exemplo em Nova Andradina, Angélica, e
Dourados e que o Município de Japorã realizou o pagamento do Rateio na data de hoje.
Após a reunião com o Secretário de Educação nos reunimos na Câmara Municipal dos Vereadores onde estiveram presentes o Presidente da Câmara Vereador Dema, Vereadora Mari Rocha, Vereador Jair do Triguenã, Vereador Gerson da Saúde e Vereadora Denir (Autora da Indicação para aprovação do Piso Nacional 2022), no qual os mesmos se comprometem com a causa nobre e aguardam o envio do Projeto de Lei para votação a qualquer momento. Com parâmetro das Prefeituras dos Municípios vizinhos que também criaram a Lei para autorizar o repasse, atualizamos os dados e enviamos um Projeto pronto dentro das normas do Município de Ivinhema-MS onde o Prefeito Juliano Ferro está analisando através do jurídico para que a categoria de Profissionais da Educação seja contemplada, referente ao rateio dentro dos Recurso do Fundeb do ano de 2021, na esperança de aprovação da parte de nosso prefeito.
Nos dois momentos estiveram presentes os representantes do sindicato SINSPIV e SIMTEIV onde aproveitaram a oportunidade para cobrar respostas quanto a lutas que já vem acontecendo para benefício da categoria, são elas;
 Reconhecimento da Pós-graduação aos Professores convocados;
 Ação de 1/3 das horas atividades (onde está em processo de cálculo);
 Aprovação da Lei Piso Nacional (a partir de 1º de janeiro);
Informamos que Mobilizações só poderão ser realizadas quanto ao Piso Salarial 2022 após o recebimento do pagamento de janeiro se o Piso Nacional não for  implantado.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE