Polícia vai prender suspeito de assassinato e acha papagaio vítima de maus-tratos e 'gato' de energia

A Polícia Civil de Três Lagoas (MS) cumpria mandados sobre caso de homem executado em ponto de ônibus quando se deparou com ilegalidades na casa de suspeito de ter alugado a arma do crime.


A Polícia Civil de Três Lagoas (MS) encontrou nesta terça-feira (11) um papagaio em situação de maus-tratos e fraude no medidor de energia enquanto realizava o cumprimento de mandados sobre caso do homicídio qualificado que vitimou um homem com cerca de 17 tiros em um ponto de ônibus da cidade.


Os mandados de busca domiciliar e prisão preventiva foram cumpridos contra dois suspeitos de envolvimento na execução registrada em dezembro de 2021, um homem de 28 anos e uma mulher de 45 anos. As investigações policiais apontam que eles são responsáveis por fornecer e ocultar a arma de fogo utilizada para matar a vítima.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE