Somente 30% dos Professores que atuam nas 348 Escolas Estaduais do nosso Estado são Concursados.

CAMPOGRANDENEWS


Foto Divulgação

Somente 30% dos Professores que atuam nas 348 Escolas Estaduais do nosso Estado são Concursados.

 

Mato Grosso do Sul é o sexto estado brasileiro com menor percentual efetivos na Rede Estadual de Ensino, conforme pesquisa divulgada pelo portal Todos pela Educação na ultima quinta-feira.

 

O estudo feito nas redes estaduais brasileiras aponta ainda que nos últimos dez anos, o Estado perdeu 10% do quadro de concursados, enquanto aumento em 13% a quantidade de contratações temporárias para suprir a demanda das escolas.

 

O Rio de Janeiro é o Estado com maior percentual de concursados - 96%. Pará. Rio Grande do Norte, Bahia e Amazonas também têm mais de 90% efetivos.

 

O presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores da Educação de Mato Grosso do Sul), Jaime Teixeira, afirma que a rede hoje têm 10 mil professores convocados e 7 mil efetivos.

 

Para ele, a pesquisa mostra realidade que é “muito ruim”, para nós não foi surpresa porque a gente acompanha, esses dados são de 2023.

 

“Teve uma pequena melhora, porque do ano passado para cá, foram empossados 1.050 novos concursados, de qualquer maneira é ruim, muito ruim para a Educação”, o professor e sindicalista explica que o reflexo está nas salas de aula.

 

“Isso prejudica a qualidade do ensino da escola pública, não por causa do temporário, mas porque ele não sendo concursado, não faz todas as formações continuadas, não cria vínculo com a comunidade escolar”.

 

O secretário estadual de Educação, Helio Daher, explica que essa é uma realidade do Brasil e faz ponderações no mesmo sentido que Jaime Teixeira, a gente tem de tomar cuidado com a impressão que uma pesquisa assim causas.

 

“Não pode ser vista como uma crítica à capacidade do professor, não tem a ver com competência, mas, o temporário tem a rotatividade e o efetivo permanece mais tempo na escola, criando vínculo com aquele grupo, isso com certeza têm reflexos destacou o secretário estadual de Educação, Helio Daher”.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE